domingo, 14 de janeiro de 2018

Desempenho Relativo dos Clubes no Ranking do Futebol Brasileiro

Dando continuação ao Ranking do Futebol Brasileiro - edição 2018 publicado aqui no blog, é feita agora uma análise clube a clube, dando naturalmente maior ênfase ao Flamengo.

No Ranking dos Clubes, como foi apresentado, a pontuação em cada edição é dada do 1º ao 20º colocado do Campeonato Brasileiro. O 1º colocado ganha 10 pontos, o 2º ganha 9,5 e o 3º ganha 9 pontos, as posições seguintes vão abatendo 0,5 de cada uma, até chegarmos ao 20º colocado recebendo 0,5 ponto. A pontuação é calculada sobre a média dos anos contemplados em cada período. O Ranking Histórico avalia o desempenho médio em Campeonato Brasileiro ao longo da história, iniciando-se em 1971. O Ranking de Pontos Corridos trata o desempenho acumulado desde 2003, quando o campeonato passou a ter este formato. O Ranking 10 (R-10) considera a média móvel acumulada das dez edições imediatamente anteriores, assim como o Ranking 5 (R-5) considera a média móvel acumulada das cinco edições imediatamente anteriores.


Desempenho Relativo do Flamengo:

Constatações:

1) A primeira observação é a mais óbvia de todas: o período de 1980 a 1992 representa a Era de Ouro da História do Flamengo

2) O período de 2002 a 2006 representou a Crise Mais Profunda da História Recente do Flamengo, é isto é facilmente perceptível no desempenho do clube no R-10 e no R-5

3) A pontuação no Ranking de Pontos Corridos converge para o Ranking Histórico, mesmo este carregando a pontuação de 1971 a 2002, o que prova que o desempenho do Flamengo sobre este formato não é diferente do desempenho médio das 3 décadas anteriores aos pontos corridos

4) A pontuação do Flamengo no R-10, desde 2014, é superior à do Ranking Histórico, o que mostra uma tendência de recuperação

5) A pontuação no R-5 é inferior à do R-10, mostrando que o desempenho de 2013 a 2017 é inferior ao desempenho 2008-2012. Porém, há grande chance de melhora no próximo ranking, já que o R-5 eliminará o péssimo desempenho de 2013, substituindo-o pelo desempenho em 2018, que acredita-se que será bem melhor do que aquele    




Desempenho Relativo dos Rivais:

CORINTHIANS

Os gráficos endossam que o Corinthians vive sua Era de Ouro a partir de 2010 até hoje. Todos os gráficos recentes têm desempenho melhor do que o gráfico histórico. O melhor de todos é o R-5, endossando ainda mais o grande momento de conquista do clube.


SÃO PAULO

O Ranking Histórico teve um comportamento de visível ascensão a partir de 1991, com o ápice de desempenho no período de 2005 a 2010, a partir de então houve desaceleração clara, com o R-5 já tendo recuado e convergido para a pontuação do Ranking Histórico.


PALMEIRAS

Forte guinada de recuperação de desempenho nos últimos anos (forte inclinação e aceleração no R-5) ainda assim todos os rankings ainda tem pontuação inferior à do Ranking Histórico. O ápice de desempenho foi o período de 1988 a 1997.   


SANTOS

A curva de desempenho mostra uma ascendência positiva. O pico de desempenho foi o período de 2001 a 2006. O viés ainda é positivo, com todos os rankings mantendo uma pontuação superior à do Ranking Histórico.


VASCO

Viés de desempenho claramente negativo, o que não é nenhuma surpresa, frente à sequência de rebaixamentos à Série B vividos pelo clube. Chama atenção o fato do desempenho em pontos corridos ser muito inferior ao Ranking Histórico. Tanto R-5 quanto R-10 também tem viés negativo.


FLUMINENSE

O período de financiamento pela Unimed impulsionou o desempenho do clube, dando-lhe um viés positivo. Em 2014 notou-se o pico de desempenho no R-5 (portanto, desempenho médio de 2009 a 2014). No período mais recente há forte desaceleração, com o R-5 já convergindo para patamar de pontuação inferior ao do Ranking Histórico.


BOTAFOGO

Um desempenho fortemente oscilatório. No período mais recente, a pontuação de todos os demais rankings é superior à do Ranking Histórico, impondo-lhe um viés crescente e positivo.


CRUZEIRO

Assim como o Santos, a curva de desempenho mostra uma ascendência positiva. O desempenho em pontos corridos vem se mantendo consideravelmente acima do desempenho histórico. Todos os rankings ainda se mantêm com uma pontuação superior à do Ranking Histórico.


ATLÉTICO MINEIRO

O clube conseguiu reverter o período de viés negativo, passando a viver um período superior ao de seu desempenho histórico a partir de 2013. Seu desempenho em pontos corridos, porém, ainda está abaixo do desempenho histórico. 


GRÊMIO

O período mais recente também sinaliza uma melhora de desempenho expressiva, com uma grande regularidade entre as primeiras posições, ainda que sem conseguir conquistar o título do Campeonato Brasileiro. Tanto o R-5 quanto o R-10 indicam uma pontuação expressivamente superior à do Ranking Histórico.


INTERNACIONAL

Vinha com um viés negativo desde 1980, depois de ter dominado o cenário nacional nos Anos 1970. Reverteu este viés com um excelente momento de 2005 a 2009, mas no período mais recente vive uma forte desaceleração em seu desempenho.


ATLÉTICO PARANAENSE

Clube que também vem obtendo um forte crescimento, com viés positivo altamente ascendente, e um desempenho em pontos corridos bem superior à pontuação do Ranking Histórico. Todos os demais ranking também tem desempenho superior ao acumulado no histórico.