quarta-feira, 16 de abril de 2014

Flamengo na Libertadores 2014

Pela segunda vez consecutiva o Flamengo caiu na 1ª fase da Libertadores. Aconteceu em 2002, repetiu-se em 2012 e mais uma vez aconteceu em 2014. Com  2 vitórias, 1 empate e 3 derrotas, terminou em 3º lugar no grupo e viu Bolivar, em primeiro, e Leon, em segundo, avançarem às oitavas de final.




A Campanha:
Fase de Grupos
12/02/14 - 1 x 2 Leon, em Leon, no México
26/02/14 - 3 x 1 Emelec, no Maracanã
12/03/14 - 2 x 2 Bolivar, no Maracanã
18/03/14 - 0 x 1 Bolivar, no La Paz, na Bolívia
02/04/14 - 3 x 1 Emelec, em Guayaquil, no Equador
09/04/14 - 2 x 3 Leon, no Maracanã


1ª Fase

O Flamengo se classificou para sua 12ª participação na Copa Libertadores como campeão da Copa do Brasil 2013. O clube caiu no grupo 7, contra o León, vice-campeão mexicano, clube que eliminou ao Caracas, da Venezuela, na Pré-Libertadores, além do Emelec, campeão equatoriano, e do Bolivar, campeão boliviano. Um grupo que era considerado relativamente fácil.

Na 1ª rodada, o time rubro-negro foi ao México e perdeu por 2 x 1 para o León (gol rubro-negro marcado pelo volante paraguaio Victor Cáceres). No outro jogo do grupo, em Guaiaquil, o Emelec venceu ao Bolivar por 2 x 1. Com isto, León e Emelec saltaram na frente.

Na 2ª rodada, o Flamengo venceu ao Emelec por 3 x 1 no Rio de Janeiro, com gols de Elano, Hernane e Éverton. Em Laz Paz, Bolivar e León empataram em 1 x 1, resultado que deu a liderança aos mexicanos.

Na última rodada do turno, o Flamengo não passou de um empate em 2 x 2 contra o Bolivar em casa (gols rubro-negros marcados por Éverton), um péssimo resultado, que acabou se caracterizando crucial para a classificação final do grupo. No outro jogo, o Emelec, em casa, venceu ao León por 2 x 1. Ao final do turno, o Emelec era o líder com 6 pontos, com Flamengo e León tendo 4 pontos, e o Bolivar ficando com 2 pontos.

Na 4ª rodada, na altitude de La Paz, o time rubro-negro perdeu por 1 x 0 para o Bolivar, e viu sua situação no grupo ficar muito difícil. No outro jogo, no México, o León venceu ao Emelec por 3 x 0. O time caiu para a última posição do grupo, com 4 pontos, tinha três a menos que os  mexicanos, dois a menos que os equatorianos, e um a menos que os bolivianos. 

Na 5ª rodada, era vencer ou vencer contra o Emelec em Guaiaquil. Lutando para sair do sufoco, o time conseguiu uma vitória heroica por 2 x 1, gols de Alecsandro e Paulinho, respirando e mantendo as chances de classificação. No outro jogo, vitória também dos visitantes, com o Bolivar batendo o León por 1 x 0. Classificação completamente embolada a uma rodada do fim. O Bolívar passou à liderança, com 8 pontos, enquanto o León e o Flamengo tinham 7 pontos, e o Emelec tinha 6 pontos.

Última rodada, todos com chance de classificação. Ao Flamengo, bastaria uma vitória em pleno Maracanã contra o León para avançar à fase mata-mata. Porém, o time rubro-negro conseguiu uma inacreditável derrota por 3 x 2 que o eliminou da competição. O time esteve duas vezes atrás e buscou o empate, faltando sete minutos para o fim, porém, sofreu o gol da derrota. No outro jogo, o Bolivar venceu ao Emelec por 2 x 1 em La Paz. Os bolivianos terminaram com 11 pontos, seguidos dos mexicanos com 10 pontos. O Flamengo terminou com 7 e o Emelec com 6. Uma campanha pífia!

Nos anos 1980, além de uma vez campeão, o Flamengo caiu duas vezes nas semi-finais. Nos anos 1990, foram duas eliminações em quartas de final, o clube descia um degrau dentro do nível de competitividade sul-americano. Na primeira década dos anos 2000, foram duas eliminações nas oitavas de final, um novo degrau havia sido descido. O último degrau foram os anos 2010, com duas eliminações na Primeira Fase. Não havia mais degraus a descer dentro da Libertadores, o passo descendente seguinte seria estar fora do principal torneio continental.


Fichas Técnicas: Flamengo na Libertadores de 2014


Nenhum comentário:

Postar um comentário