sábado, 26 de maio de 2018

A História: Flamengo vs Botafogo



A história do duelo entre Flamengo e Botafogo começa em 13 de maio de 1913, no Estádio de General Severiano. E com uma curiosidade, foi o primeiro jogo de futebol da história do Flamengo que terminou sem que o time rubro-negro conseguisse fazer um gol. Não balançou as redes, e acabou derrotado por 1 x 0. No jogo e returno do Carioca daquele ano, um empate sem gols. No Carioca de 1914, um empate em 2 x 2 e uma vitória alvi-negra por 2 x 1. Nos quatro primeiros confrontos na história dos dois rivais, nenhuma vitória do Fla. A primeira só aconteceu no 1º turno do Campeonato Carioca de 1915, quando o Flamengo venceu em General Severiano por 2 x 1. No returno, houve um empate sem gols. No Carioca de 1916, mais dois empates, 1 x 1 e 3 x 3, este último o primeiro encontro na história não jogado no campo de General Severiano, onde haviam ocorrido todos os outros até então, tendo este duelo sido disputado pela primeira vez no novo campo rubro-negro, no Estádio da Rua Paissandu.

Em 1917, também no campo da Rua Paissandu, a primeira vitória marcante. O time rubro-negro atropelou o Botafogo: 5 x 0, gols de Juarez duas vezes, Figueira, Gustavo e Calvert. No returno, os alvi-negros se recuperaram, e venceram por 3 x 0. Mas neste período o Flamengo conseguiu construir uma mini-supremacia. No início de 1918, num amistoso disputado no Estádio da Rua Castorina, no bairro da Gávea, campo pertence ao clube Carioca, modesta equipe que jogava a 1ª divisão da cidade, o Fla voltou a aplicar uma goleada, desta vez por 5 x 1, com gols rubro-negros marcados por Gustavo duas vezes, Gallo, Calvert e Geraldo. Pelo Carioca de 1918, uma vitória para cada lado: Fla 2 x 1 e Bota 3 x 0. No turno do Campeonato Carioca de 1919, o time rubro-negro voltou a aplicar uma goleada, e dentro de General Severiano: 6 x 2, com gols rubro-negros marcados por Dias e Carneiro, duas vezes cada um, Galvão Bueno e Candiota.

Jogo Histórico
29.06.1917 - Flamengo 5 x 0 Botafogo

Jogo Histórico
08.06.1919 - Flamengo 6 x 2 Botafogo

No returno, um empate em 2 x 2. No saldo geral, os Anos 1910 foram de muito equilíbrio no confronto: em 15 jogos, foram 5 vitórias do Flamengo, 6 empates, e 4 vitórias do Botafogo.


Mas a pequena supremacia rubro-negro no fim da década de 1910 foi estendida para os Anos 1920, decênio no qual o Flamengo foi bem superior ao Botafogo, que ainda assim conseguiria duas goleadas históricas sobre o rival nestes dias. Em 21 duelos do ano 20 ao 29, o Flamengo venceu 12 vezes, tendo havido ainda 4 empates, e o Botafogo tendo vencido 5 vezes.

No Carioca de 1920, o Flamengo venceu duas vezes (2 x 1 na Rua Paissandu e 3 x 1 em General Severiano). No Carioca de 1921, um empate em 2 x 2 no campo alvi-negro e uma vitória rubro-negra por 3 x 1 na sua casa. Em 1922, dois empates (0 x 0 e 2 x 2). No Campeonato Carioca de 1923 o Flamengo goleou duas vezes por 4 x 1, no turno jogando no Estádio da Rua Paissandu e no returno jogando no Estádio de General Severiano. O Botafogo se vingou no turno do Carioca de 1924, jogando no seu campo, goleou por 5 x 0, com três gols de Jolibel e Neco fechando o placar. Já no returno, a vitória foi rubro-negra, por 3 x 0. Pelo Carioca de 1925, o time rubro-negro voltou a vencer duas vezes: 3 x 0 e 3 x 2.

Jogo Histórico
29.06.1924 - Botafogo 5 x 0 Flamengo

Nos dois anos seguintes, uma sequência de placares elásticos. No turno do Carioca de 26, vitória alvi-negra em General Severiano por 5 x 3. No returno, uma goleada implacável dos rubro-negros na Rua Paissandu: Flamengo 8 x 1 Botafogo, com gols rubro-negros marcados por Aché e Fragoso, três vezes cada um, e Nonô e Vadinho completando a goleada. Os botafoguenses se vingaram logo no encontro seguinte, dentro da Rua Paissandu, na pior derrota rubro-negra sofrida em seu campo na história, no turno do Carioca de 27: Botafogo 9 x 2 Flamengo. Só no 1º tempo, Nilo marcou três vezes, Ariza duas, Joãozinho e Neco, com Moderato descontando quando a vantagem do Botafogo era de 5 x 0. Só o 1º tempo já terminou Botafogo 7 x 1. No 2º tempo, Nilo fez seu quarto gol no jogo, Frederico descontou, e Joãozinho marcou seu segundo tento para sacramentar o histórico 9 x 2. Um ano de supremacia alvi-negra, que no returno, voltou a vencer um jogo de muitos gols, repetindo o 5 x 3 que havia aplicado no ano anterior.

Jogo Histórico
15.08.1926 - Flamengo 8 x 1 Botafogo

Jogo Histórico
29.05.1927 - Botafogo 9 x 2 Flamengo

No Carioca de 1928, um amistoso terminou 1 x 1, e pelo Campeonato Carioca, o Flamengo venceu por 3 x 1 e 4 x 2. Na edição do ano seguinte, vitória rubro-negra no turno por 4 x 2, e depois, no returno, os botafoguenses voltaram a aplicar uma goleada por 5 x 1 dentro da Rua Paissandu, jogo no qual mais uma vez o destaque foi o centroavante Nilo, desta vez com dois gols.


No Carioca de 1930, duas vitórias alvi-negras (2 x 1 e 2 x 0). Em 1931, o Botafogo voltou a aplicar uma goleada no time rubro-negro, logo na largada do Campeonato Carioca daquele ano, venceu por 5 x 1 em General Severiano na estreia das duas equipes no campeonato, com quatro gols de Carvalho Leite e um de Paulinho. Ao marcar 4 gols naquele 12 de abril, o centroavante botafoguense repetia o feito de alguns anos antes de Nilo, que também estava em campo naquele dia, agora já veterano, ao lado do jovem Carvalho Leite no ataque do Botafogo. No returno, foi o Flamengo quem venceu: 3 x 1. Logo no início de 1932, o time alvi-negro voltou a aplicar uma impiedosa goleada sobre o rival, desta vez num amistoso em General Severiano: Botafogo 7 a 1! O início dos Anos 1930 foi, sem dúvida, de hegemonia alvi-negra no clássico. Um segundo amistoso em 1932, terminou com nova vitória do Botafogo e seu poderoso ataque com Nilo e Carvalho Leite, desta vez por 3 x 0. No Carioca de 1932, o time botafoguense venceu por 1 x 0, e depois houve um empate por 2 x 2 no returno.

Jogo Histórico
13.03.1932 - Botafogo 7 x 1 Flamengo

Veio então o racha político no futebol carioca, de um lado os clubes que queriam manter o amadorismo (o Botafogo ficou deste lado), e de outro os clubes a favor do profissionalismo, com o jogadores sendo remunerados para jogar futebol (lado do qual ficou o Flamengo). Com o cisma, os dois clubes não se enfrentaram nenhuma vez entre 1933 e 1936.

A história do duelo foi retomada em 1937, ano no qual os adversários se enfrentaram quatro vezes, dois amistosos e dois jogos pelo Campeonato Carioca, com três destes quatro confrontos terminando num empate por 2 x 2, um placar com alta reincidência na história do clássico Flamengo x Botafogo. O outro jogo daquele ano foi 3 x 2 para o time rubro-negro.

Em 1938, os dois rivais se enfrentaram seis vezes. Pelo Torneio Municipal, vitória botafoguense por 2 x 1 e empate por 2 x 2. Pelo Torneio Extra, goleada botafoguense por 4 x 0 e vitória flamenguista por 1 x 0. E pelo Campeonato Carioca, duas vitórias rubro-negras, uma goleada por 5 x 0 dentro de General Severiano, com três gols do argentino Alfredo González, um do argentino Valido, e outro de Leônidas da Silva; no returno o Fla venceu por 2 x 0.

Em 1939 houve três partidas entre os dois no Campeonato Carioca, com direito a uma goleada para cada lado. Primeiro o Fla venceu por 4 x 1 no Estádio da Gávea, nova casa do Flamengo, depois o Botafogo goleou por 5 x 1 em General Severiano. Um detalhe, pela terceira vez no intervalo entre 1929 e 1939 o Botafogo metia uma goleada de 5 x 1 sobre o Flamengo, período no qual ainda aplicou um 7 x 1. No terceiro confronto daquele ano, vitória alvi-negra por 3 x 2 no Estádio de São Januário, campo do Vasco.

No acumulado de confrontos nos Anos 1930, a supremacia foi alvi-negra: em 21 jogos, foram 10 vitórias do Botafogo, 5 empates e 6 vitórias do Flamengo.


No Campeonato Carioca de 1940, o Flamengo obteve duas vitórias por 3 x 2, e depois houve um empate por 1 x 1. Daí em diante, uma sequência de resultados favoráveis aos botafoguenses, que ficaram 7 jogos seguidos sem perder do rival. No Carioca de 1941, quatro confrontos, com três vitórias alvi-negras (3 x 1, 2 x 1 e 3 x 2) e um empate (1 x 1). No Carioca de 42, dois empates (1 x 1 e 2 x 2) e então os flamenguistas conseguiram acabar com o jejum, e em grande estilo, com uma goleada por 4 x 0 na Gávea, sendo dois gols Pirilo, um de Perácio e outro de Jayme de Almeida. Uma sequência então de vitórias elásticas do time rubro-negro depois desta. No Torneio Relâmpago de 1943, 4 x 1 nas Laranjeiras, com três gols de Vicente e um de Vevé para o Flamengo. No Torneio Municipal, também nas Laranjeiras, um empate em 2 x 2. Na sequência, pelo Carioca de 43, o Fla ganhou duas vezes fazendo quatro gols: 4 x 1 em General Severiano e 4 x 2 na Gávea, em tarde de três gols do ponta-esquerda Vevé.

Foram tempos de placares elásticos neste duelo. Em 1944, todos os jogos foram cheios de gols, mas desta vez com vantagem maior para o Botafogo. Pelo Torneio Relâmpago: Botafogo 6 x 2 em São Januário. Pelo Torneio Municipal: Botafogo 4 x 2, também em São Januário. Pelo Campeonato Carioca: Flamengo 4 x 1 nas Laranjeiras, e Botafogo 5 x 2 em General Severiano.

Jogo Histórico
08.03.1944 - Botafogo 6 x 2 Flamengo

Em 1945, no Torneio Relâmpago o Bota fez 1 x 0, e no Torneio Municipal o Fla fez 2 x 0. No Carioca, duas vitórias botafoguenses (3 x 1 e 2 x 0). Em 1946, um empate por 1 x 1 no Torneio Relâmpago, e uma vitória alvi-negra por 6 x 4 no Torneio Municipal. Pelo Carioca de 46, quatro encontros: empate em 2 x 2 na Gávea, vitória rubro-negra por 3 x 2 em General Severiano, e duas vitórias botafoguenses no Estádio de São Januário (1 x 0 e 2 x 1). Em 1947, três jogos: no Torneio Municipal o Fla venceu por 1 x 0, e pelo Carioca, um empate em 2 x 2, e uma vitória alvi-negra por 4 x 2. Em 1948, outros três encontros: Fla 2 x 0 no Torneio Municipal, e duas vitórias alvi-negras: 2 x 1 na Gávea e 5 x 3 em General Severiano. Para fechar o decênio, mais três jogos em 1949, com uma vitória flamenguista por 3 x 0 num amistoso em São Januário, e um 2 x 1 para cada lado no Campeonato Carioca.

No acumulado dos Anos 1940, mais vitórias alvi-negras, tendo havido 37 jogos, com 16 vitórias do Botafogo, 8 empates e 13 vitórias do Flamengo. No acumulado histórico até 1949, muito equilíbrio, mas com uma leve vantagem rubro-negra, tendo em 94 jogos, havido 36 vitórias do Flamengo, 23 empates, e 35 vitórias do Botafogo.


Nos Anos 1950, o Flamengo reverteu a tendência dos dois decênios anteriores, e voltou a vencer mais, em 38 partidas, foram 16 vitórias do Flamengo, 11 empates, e 11 vitórias do Botafogo.

Em 1950, um empate em 2 x 2 válido pelo Torneio Rio-São Paulo, uma vitória botafoguense por 4 x 2 num amistoso, e duas vitorias alvi-negras válidas pelo Campeonato Carioca, nos dois primeiros jogos disputados pelos rivais no Maracanã (vitórias do Bota por 1 x 0 e novamente por 4 x 2). Em 1951, o Botafogo seguiu sem perder do Flamengo, dois empates por 1 x 1 pelo Torneio Municipal e num amistoso, e duas vitórias por 2 x 1 no Carioca, em mais dois duelos no Maracanã, mesmo local onde os adversários empataram por 2 x 2 pelo Torneio Rio-São Paulo de 1952. No Torneio Extra, o Flamengo venceu (2 x 0), mas atuando nas Laranjeiras. As duas primeiras vitórias rubro-negras no Maracanã sobre o Botafogo aconteceram nos dois jogos válidos pelo Carioca de 1952, uma por 3 x 2, e outra num jogo recheado de gols, que terminou 6 x 3 para o Fla.

Em 1953, uma vitória flamenguista por 3 x 0 num amistoso disputado no Estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, onde ambos disputavam um torneio preparatório, seguido por um empate em 3 x 3 pelo Rio-São Paulo, e pelo Campeonato Carioca, uma vitória alvi-negra por 3 x 0, um empate por 1 x 1, e uma vitória rubro-negra por 1 x 0. Em 1954, o Flamengo aplicou uma goleada de 4 x 1 num amistoso no Maracanã; pelo Torneio Rio-São Paulo, Bota 2 x 1, e pelo Carioca: 1 x 1, Fla 3 x 2 e Fla 2 x 0. Em 1955, empate sem gols pelo RJ-SP, e duas vitórias rubro-negras no Carioca (1 x 0 e 2 x 1). Pelo Campeonato Carioca de 1956, dois jogos históricos, dois momentos épicos no Maracanã. No primeiro deles, goleada alvi-negra por 5 x 0, dois gols de Paulinho, outros dois de Alarcón e um de Didi. No returno, a derrota do Flamengo por 1 x 0 para o Botafogo deixou o clube matematicamente fora da briga para conquistar o tetracampeonato, perdendo sua terceira oportunidade de levar um tetra.

Jogo Histórico
29.09.1956 - Botafogo 5 x 0 Flamengo

O time rubro-negro se vingou no duelo válido pelo Torneio Rio-São Paulo de 1957, goleando por 4 x 1, com gols de Duca duas vezes, Moacir e Indio. No Carioca, dois empates (1 x 1 e 3 x 3). No Rio-São Paulo de 1958, o time rubro-negro voltou a golear, 4 x 0, com Dida e Henrique Frade marcando, e os outros dois tendo sido gols contra. Pelo Carioca, quatro encontros: 2 x 2, Bota 3 x 2, e Fla 2 x 1 duas vezes. Em 1959, pelo Rio-São Paulo o Fla venceu por 3 x 2. No turno do Carioca, vitória alvi-negra por 2 x 1. No returno, goleada histórica do time rubro-negro 6 x 2, com o gols flamenguistas marcados por Henrique Frade e Babá, duas vezes cada um, e com Luís Carlos e Dida fechando.

Jogo Histórico
25.10.1959 - Flamengo 6 x 2 Botafogo


A goleada de 6-2 em 1959 foi o último ato rubro-negro antes do início de um recital absoluto de dominância botafoguense como a vista Anos 1960. O Botafogo mandou no confronto direto frente ao Flamengo. Foi a década em que o Botafogo teve duas gerações fantásticas. No começo dos Anos 60 o time de Nilton Santos, Didi, Zagallo e Garrincha, e no final o time de Gérson, Jairzinho, Roberto Miranda e Paulo César Caju.

Em 1960, no Torneio Rio-São Paulo o Fla venceu (3 x 1). Pelo Carioca, um empate sem gols e uma vitória alvi-negra de goleada, por 4 x 1, com dois gols de Quarentinha, um de Garrincha e um de Didi. Em 1961, no Rio-SP o Botafogo meteu 3 x 0, depois o Fla venceu um amistoso por 1 x 0. No Carioca, dois empates (2 x 2 e 1 x 1) e uma vitória alvi-negra por 3 x 0. Em 1962, no Rio-São Paulo houve uma vitória para cada lado: Fla 3 x 2 e Bota 1 x 0. No Carioca, os alvi-negros venceram os dois confrontos, primeiro por 3 x 1, e depois no jogo que garantiu o título de bi-campeão carioca, um acachapante 3 x 0, com Garrincha acabando com a defesa rubro-negra.

Jogo Histórico
15.12.1962 - Botafogo 3 x 0 Flamengo

Em 1963, pelo Rio-SP o time alvi-negro voltou a vencer (2 x 1). No Carioca, o Fla venceu por 3 x 1 e depois houve um empate sem gols. Em 64, o Botafogo voltou a fazer 2 x 1 no Torneio Rio-São Paulo, e no Carioca houve um 1 x 0 para cada lado. Em 1965, primeiro um empate por 1 x 1 no Rio-SP, depois uma série de três vitórias botafoguenses: 1 x 0 no RJ-SP, e pela Taça Guanabara foi 2 x 1 e 1 x 0. No Carioca, vitória rubro-negra por 2 x 0, e alvi-negra por 1 x 0. Em 1966, o Flamengo venceu no Rio-São Paulo (2 x 1), depois houve três empates: 0 x 0 na Taça Guanabara, e 0 x 0 e 1 x 1 no Campeonato Carioca. Em 1967, pelo Campeonato Brasileiro o Flamengo venceu por 4 x 2, na Taça Guanabara o Botafogo venceu por 1 x 0, e pelo Carioca por 2 x 1 e 1 x 0. Os botafoguenses ficaram 9 jogos sem perder do Flamengo, entre 1966 e 1969, com direito a uma sequência de 5 vitórias alvi-negras consecutivas. No Campeonato Carioca de 1968, duas vitórias por 1 x 0. Pela Taça Guanabara, primeiro um empate sem gols, e depois uma goleada por 4 x 1 que garantiu o título botafoguense, com gols alvi-negros marcados por

Jogo Histórico
18.09.1968 - Botafogo 4 x 1 Flamengo

Pelo Campeonato Brasileiro de 1968, um empate sem gols. No Carioca de 69, primeiro os alvi-negros venceram por 2 x 0, e depois os flamenguistas venceram por 2 x 1 e conseguiram interromper a sequência de invencibilidade no confronto que detinha o rival. Pela Taça Guanabara de 69, dois empates por 1 x 1. No Campeonato Brasileiro, o Botafogo venceu por 3 x 1.

Foi um período de dominância botafoguense. Em 42 partidas entre 1960 e 1969, o Botafogo venceu a metade! Foram 21 vitórias do Botafogo, 12 empates, e apenas 9 vitórias do Flamengo. No acumulado histórico até 1969, com este desempenho os alvi-negros passaram a frente: 67 vitórias do Botafogo, 46 empates, e 61 vitórias do Flamengo.


Nos Anos 1970, o Flamengo teria dado o troco na mesma moeda ao domínio do Botafogo nos Anos 1960 se houvesse consegui transformar quatro dos jogos que terminaram empatados neste decênio em vitórias suas.

Em 1970, em cinco confrontos, três terminaram empatados, um pela Taça Guanabara (0 x 0), um pelo Campeonato Carioca (1 x 1) e um pelo Campeonato Brasileiro (0 x 0); nos outros dois, uma vitória para cada lado (Fla 2 x 1 na Taça Guanabara, e Bota 2 x 0 no Campeonato Carioca). Em 1971, três duelos pelo Carioca, com um 2 x 0 para cada lado, e um empate por 1 x 1. Na Taça Guanabara, vitória alvi-negra por 1 x 0, e no Campeonato Brasileiro, empate por 1 x 1, mesmo placar de um amistoso realizado no início de 1972, ano no qual o time rubro-negro conseguiu duas vitórias por 2 x 1 no Carioca, que também teve um empate sem gols. Aconteceu então o histórico duelo, e um dos mais lendários clássicos de todos os tempos, pelo Brasileirão daquele ano, e no dia de aniversário do Flamengo. Aos 15 minutos do 1º tempo, Jairzinho abriu a contagem. Vinte minutos depois, o centroavante argentino Fischer amplia, e é o mesmo quem volta a balançar as redes aos 41, antes do fim do 1º tempo, o qual termina com o placar apontando: Botafogo 3 a 0. Aos 23 do 2º tempo, Jairzinho voltou a marcar, e logo depois fez mais um, desta vez em toque de letra. A goleada já era histórica! Perto do fim do jogo, ainda deu tempo de Ferretti fechar o massacre. Com um 3 x 0 em cada tempo de jogo: Botafogo 6 x 0!

Jogo Histórico
15.11.1972 - Botafogo 6 x 0 Flamengo

Em 1973 houve mais um amistoso terminado 1 x 1. No Carioca, um empate sem gols, e duas vitórias alvi-negras seguidas (2 x 0 e 3 x 0). O Flamengo devolveu com duas vitórias seguidas, 1 x 0 pelo Brasileiro de 73, e 2 x 0 pelo Brasileiro de 74. No Carioca de 1974, três jogos, com dois empates (2 x 2 e 0 x 0) e uma vitória rubro-negra por 2 x 1. No Carioca de 1975: Bota 1 x 0, e um empate em 2 x 2. Na terceira vez que os dois se enfrentaram pelo estadual daquele ano, o Flamengo goleou por 4 x 0, com três gols de Zico e um de Luisinho Lemos, mas jogou todo o 2º tempo sob os gritos de sua torcida: "Queremos 6! Queremos 6!". Foi a primeira oportunidade que o time rubro-negro perdeu de vingar a goleada de 1972, que a torcida alvi-negra não deixava os rubro-negros esquecerem, pois em todos os jogos no Maracanã desde aquele jogo de 72 pendurava na arquibancada faixas com os escritos: "6 a 0" e "Amamos Vo6".

Em 1976, mais três confrontos pelo Campeonato Carioca, duas vitórias rubro-negras (1 x 0 e 2 x 1) e uma vitória alvi-negra (2 x 0). No Carioca de 1977, o Flamengo venceu duas vezes: 2 x 1 e 2 x 0. No Campeonato Brasileiro de 1978, os rivais se enfrentaram três vezes, com dois empates por 1 x 1, e uma vitória rubro-negra por 2 x 0, mesmo placar ocorrido logo depois num amistoso disputado entre as edições do campeonato nacional e do estadual, com a particularidade de que este jogo foi disputado no Estádio San Siro, em Milão, durante uma excursão que ambos faziam à Itália. No Carioca de 78, num período de uma pequena hegemonia rubro-negra, um empate por 1 x 1 e uma vitória do Fla por 1 x 0. Entre agosto de 1976 e meados de 1979, o Flamengo não perdeu para o Botafogo, em 11 jogos, foram 7 vitórias rubro-negras e 4 empates.

Em 1979 houve duas edições de Campeonato Carioca, na primeira o Fla venceu por 3 x 0 (jogo em que voltou a escutar gritos de sua torcida durante o 2º tempo: "Queremos 6"), depois houve um empate por 2 x 2. Na segunda edição do Campeonato Estadual naquele ano, o Botafogo venceu o primeiro encontro entre os dois por 1 x 0, um jogo no qual interrompeu não só a invencibilidade do rival no confronto direto, com acabou com uma série de 52 jogos invictos do time do Flamengo. Nos outros dois jogos naquele Carioca, uma vitória rubro-negra por 2 x 1 e um empate em 0 x 0, jogo que selou matematicamente o tri-campeonato carioca do time rubro-negro.

Nos Anos 1970, em 43 jogos, houve 17 vitórias do Flamengo, 17 empates, e 9 vitórias do Botafogo. Daquele decênio em diante, o Flamengo não teria mais desvantagem acumulada no confronto direto na história do clássico.


Nos Anos 1980, o Flamengo venceu o dobro de vezes das vitórias de seu adversário. Naquele decênio, em 30 partidas, o Flamengo venceu 13 vezes, houve 11 empates, e o Botafogo venceu 6 vezes. Em 1980, dois empates por 1 x 1, um pela Taça Guanabara e outro pelo Carioca, seguidos de uma vitória rubro-negra por 3 x 1. Em 1981, pelo Campeonato Brasileiro, um empate sem gols e uma vitória alvi-negra por 3 x 1. No Campeonato Carioca, um empate sem gols, e uma vitória alvi-negra por 2 x 1 antecederam o encontro épico no Maracanã no qual o Flamengo se vingou do rival. Logo aos 7 minuto do 1º tempo Nunes balançou as redes. Aos 27, Zico ampliou. Ainda antes do intervalo, Lico e Adílio marcaram e incendiaram o Maracanã lotado. Com um 4 x 0 ainda no 1º tempo, a torcida rubro-negra explodiu aos gritos: "Queremos 6! Queremos 6!". O time alvi-negro se fechou na defesa no 2º tempo, o time rubro-negro não conseguia criar e a vingança parecia improvável. Aos 30, Zico fez o quinto. E então a explosão rubro-negra foi ensurdecedora, uma vitória por 5 x 0 naquele fim detarde, início de noite, teria sido desgostada. Nenhum flamenguista iria para casa feliz. Aos 42 minutos do 2º tempo, a vingança se materializou. O camisa 6 rubro-negro Andrade acertou um petardo da entrada da área que estufou as redes: Flamengo 6 a 0!

Jogo Histórico
08/11/1981 - Flamengo 6 x 0 Botafogo

Em 1982, no Carioca, vitórias flamenguistas por 3 x 0 e 1 x 0. No Carioca de 83, uma vitória para cada lado: Bota 3 x 0 e Fla 1 x 0. No Carioca de 84, outra vez duas vitórias rubro-negras: 1 x 0 e 3 x 2. No Campeonato Brasileiro de 1985, primeiro o Botafogo venceu por 2 x 1, depois foi a vez do time do Flamengo voltar a escrever uma vitória retumbante. Já devolvidos os 6 a 0, três anos e meio depois o Mengo voltou a bater de 6 nos alvi-negros. Desta vez, o show ficou por conta da garotada. A estrela daquela tarde de domingo foi o lateral-esquerdo Adalberto, autor de dois gols. Um jogo que se iniciou com Elói fazendo 1 a 0 para o Botafogo logo aos 3 minutos do 1º tempo. Adalberto empatou aos 10, e Heider virou aos 40. Na volta do 2º tempo, dois gols relâmpagos, de Adílio e Chiquinho, e antes do relógio marcar 3 minutos, o placar já indicava uma goleada por 4 x 1. Parecia que ficaria assim. Mas Adalberto voltou a marcar aos 42 minutos e Gilmar fechou a goleada aos 45 minutos do 2º tempo.

Jogo Histórico
24/03/1985 - Flamengo 6 x 1 Botafogo

O Flamengo emplacou quatro vitórias seguidas sobre o Botafogo. Depois da goleada pelo Brasileiro de 85, no Campeonato Carioca daquele ano venceu por 1 x 0 e 2 x 0, e no Carioca de 86 venceu por 2 x 0. No returno, o Botafogo venceu por 2 x 1 e interrompeu a sequência.

Em 1987, um empate sem gols no Carioca, e duas vitórias seguidas do time rubro-negro por 1 x 0, uma no Carioca e outra no Brasileiro. Em 1988, três empates (0 x 0 e 1 x 1 no Carioca, e 2 x 2 no Brasileiro). E a sequência de empates se estendeu nos três primeiros confrontos em 1989 (1 x 1, 3 x 3 e 0 x 0 pelo Carioca). O quarto encontro daquele ano não terminaria empatado, e isto foi um feito histórico, porque aconteceu na final do Campeonato Carioca de 1989. O Botafogo estava havia 21 anos sem conquistar qualquer título - gerações inteiras de botafoguenses que não sabiam o que era se sagrar campeão - e o time precisava vencer para acabar com este jejum, ou o título seria do rival. O ponta-direita Maurício marcou o gol da vitória aos 12 minutos do 2º tempo, colocando um 1 x 0 que acabou definitivo no placar, fazendo explodir a torcida botafoguense. Aquele ainda teria um encontro entre os rivais no Campeonato Brasileiro, vencido pelo Fla por 1 x 0.

Jogo Histórico
21.06.1989 - Botafogo 1 x 0 Flamengo


Em 1990 o Botafogo conseguiu três vitórias consecutivas sobre o rival rubro-negro: 2 x 1 e 2 x 0 no Carioca e 1 x 0 no Brasileiro. Na sequência dois empates sem gols em 1991, pelo Brasileiro e pela Taça Estado do Rio de Janeiro. No Carioca, o Flamengo venceu duas vezes (2 x 1 e 1 x 0) e houve um empate por 2 x 2. Em 1992, o Flamengo venceu por 2 x 0 pela Taça Estado do Rio de Janeiro, e houve três encontros pelo Campeonato Brasileiro, com os dois rivais disputando uma histórica final. Na 1ª fase, um empate por 2 x 2, um placar impressionantemente reincidente na história deste clássico. Na finalíssima, valendo o título nacional, os botafoguenses eram favoritos ao título, mas foram os rubro-negros que comemoraram, sobretudo depois de deixar o título bem encaminhado após o primeiro jogo da final, no qual o Maracanã viu os rubro-negros resolverem logo no 1º tempo com um 3 x 0, gols de Júnior, Nélio e Gaúcho. No segundo jogo, o time flamenguista abriu 2 x 0, com gols de Júnior e Júlio César Goiano, os botafoguenses ainda buscaram o empate por 2 x 2, mas o título já estava sacramentado.

Jogo Histórico
12.07.1992 - Flamengo 3 x 0 Botafogo

No Carioca de 92 os alvi-negros venceram duas vezes seguidas (1 x 0 e 3 x 1). No Carioca de 1993, um empate por 1 x 1 e uma goleada do Flamengo por 4 x 1, com três gols de Nilson. Já no Brasileiro aquele ano foram duas vitórias rubro-negras (1 x 0 e 2 x 0). No Carioca de 1994, um empate por 1 x 1 e duas vitórias rubro-negras (3 x 1 e 1 x 0). O Flamengo, assim, emplacou uma sequência de sete jogos sem ser derrotado pelo rival. Pelo Brasileiro de 1995, os alvi-negros venceram por 1 x 0 e interromperam a sequência.

Entre 1995 e 1997, alguns clássicos marcantes entre o time de camisa preta e vermelha com Romário e Sávio, e o time de camisa preta e branca de Túlio e Donizete. Pelo Carioca de 1995, ano do centenário do Flamengo, um jogo marcante na final da Taça Guanabara, em que houve vitória rubro-negra por 3 x 2, com três gols de Romário para o Flamengo. Nos demais confrontos pelo Carioca daquele ano, uma vitória de 1 x 0 para cada lado. Pelo Campeonato Brasileiro, vitória botafoguense por 3 x 1. Em 1996, os dois clubes empataram por 2 x 2 pela Taça Cidade Maravilhosa, e pelo Carioca houve uma vitória rubro-negra por 2 x 0, e um novo empate por 2 x 2. Pelo Brasileirão, vitória flamenguista por 2 x 0.

Jogo Histórico
23.03.1995 - Flamengo 3 x 2 Botafogo

Em 1997, o Botafogo venceu por 1 x 0 no Carioca, e houve então uma sequência de empates: 1 x 1 no Carioca, e dois 0 x 0, num amistoso e no Brasileiro. Em 1998, no Carioca o Flamengo venceu por 3 x 0 e houve um empate por 3 x 3. No Brasileirão, empate por 1 x 1. Em 1999 dois confrontos pelo Torneio Rio-São Paulo, dois empates. O segundo deles por 1 x 1, e o primeiro um dos jogos mais emocionantes da história do clássico. Logo aos 18 minutos, o zagueiro Válber fez 1 x 0 para o Botafogo. Romário empatou quatro minutos depois, mas reiniciado o jogo, o atacante Zé Carlos voltou a colocar os alvi-negros em vantagem. No 2ª tempo, Athirson empatou logo no começo, mas Bebeto, aos 22 minutos, colocou o Botafogo novamente a frente. O cronômetro marcava 38 minutos do 2º tempo quando Sérgio Manoel marcou o quarto gol alvi-negro, a vitória parecia decretada com 4 a 2 no placar. Porém, Fábio Baiano aos 41 e Rodrigo Mendes aos 44 conseguiram o que parecia improvável, conseguindo o empate por 4 x 4.

Jogo Histórico
28.01.1999 - Flamengo 4 x 4 Botafogo

No Carioca de 1999, um 1 x 0 para cada lado, e no Brasileiro os alvi-negros venceram por 2 x 1.

Nos Anos 1990, foram 43 jogos, com 15 vitórias do Flamengo, 17 empates e 11 vitórias do Botafogo.


Em 2000, pelo Torneio Rio-São Paulo, uma vitória alvi-negra por 2 x 1 e um empate pelo placar preferido deste clássico na história, 2 x 2. Pelo Campeonato Carioca, uma vitória por 2 x 1 para cada lado. No Campeonato Brasileiro, o time alvi-negro venceu por 3 x 1. Em 2001, no Carioca houve uma vitória alvi-negra por 1 x 0, e um empate por 1 x 1, e no Brasileirão voltou a acontecer um empate por 2 x 2. Em 2002, no Rio-São Paulo o Botafogo venceu por 4 x 2 e no Carioca venceu por 1 x 0, já no Brasileiro, quem venceu foi o Flamengo, 2 x 0. No Carioca 2003 o rubro-negro venceu por 4 x 2, no único jogo entre os rivais naquele ano, já que o Botafogo, rebaixado, jogou a Série B do Brasileirão.

Em 2004, os botafoguenses fizeram 1 x 0 no Carioca, e no Brasileiro houve dois empates sem gols. No Carioca 2005, mais um empate por 2 x 2 na história deste duelo. Na sequência, o Flamengo venceu 5 clássicos seguidos: 2 x 0 e 3 x 1 no Brasileirão 2005, 3 x 2 no Carioca 2006, e 1 x 0 e 2 x 0 no Brasileirão 2006. Os quatro duelos seguintes terminaram num empate: uma vez em 3 x 3 e duas vezes por 2 x 2, nos dois jogos da final, no Carioca 2007, vencida nos pênaltis pelo Flamengo, que se sagrou campeão carioca, seguida por mais um 2 x 2, desta vez no Brasileiro 2007, campeonato no qual os dois ainda empataram por 1 x 1. No primeiro encontro pelo Carioca 2008, o Flamengo ainda venceu por 2 x 1, emplacando uma sequência de 14 jogos sem perder para o rival entre julho de 2004 e fevereiro de 2008, com 6 vitórias rubro-negras e 8 empates neste intervalo.

O período entre 2006 e 2011 foi o ápice histórico da rivalidade entre Flamengo e Botafogo, com os rivais tendo sido campeões de todas as edições do Campeonato Carioca neste intervalo de seis anos, sendo que entre 2007 e 2010, os dois decidiram todas as edições do Carioca. O Flamengo foi três vezes seguidas campeão, 2007-2008-2009, conquistando o terceiro tri-campeonato carioca em sua história.

A sequência de 14 jogos sem vencer os flamenguistas foi quebrada no segundo encontro pelo Carioca 2008, vitória alvi-negra por 3 x 2, seguida por uma nova vitória botafoguense por 3 x 0. Na final do Campeonato Carioca daquele ano, no entanto, foi o Flamengo quem venceu duas vezes: 1 x 0, gol de Obina, no primeiro jogo, e 3 x 1, com dois gols de Obina e um de Diego Tardelli na partida decisiva. No Brasileiro 2008, um empate sem gols, e uma vitória rubro-negra por 1 x 0.

Em 2009, os dois primeiros duelos pelo Carioca terminaram com um empate por 1 x 1 e uma vitória flamenguista por 1 x 0. Na final da competição, os rivais voltaram a se encontrar, e após dois empates por 2 x 2, a decisão foi nas penalidades, terminando em título rubro-negro. No Campeonato Brasileiro, mais um empate por 2 x 2, o terceiro seguido, e uma vitória rubro-negra por 1 x 0.

Jogo Histórico
03.05.2009 - Flamengo 2 x 2 Botafogo (pen: 4 x 2)

Nos Anos 2000 aconteceram 39 clássicos, com 14 vitórias do Flamengo, 16 empates, e 9 vitórias do Botafogo.


Em 2010, pelo Carioca o Botafogo venceu por 2 x 1, e então os dois rivais chegaram à sua quarta final de Campeonato Carioca consecutiva. No primeiro jogo, um empate por 2 x 2, como havia acontecido nos primeiros jogos das finais de 2007 e 2009. Mas desta vez, o centroavante uruguaio Loco Abreu decidiu o campeonato a favor dos alvi-negros. Vitória no 2º jogo por 2 x 1 e título estadual botafoguense.

No Brasileiro de 2010, uma vitória rubro-negra por 1 x 0 e um empate por 1 x 1. No Carioca 2011, outro empate por 1 x 1 e uma vitória rubro-negra por 2 x 0. No Brasileiro 2011 aconteceram dois empates: 0 x 0 e 1 x 1. E durante 2012 foram três jogos e três empates: um 0 x 0 no Carioca, e um 0 x 0 e um 2 x 2 no Brasileirão. No Carioca 2013, o Flamengo venceu por 1 x 0 e completou uma série de 10 jogos sem perder do rival, mas uma sequência na qual 7 destes 10 jogos terminaram empatados.

No segundo duelo pelo Carioca 2013, vitória alvi-negra por 2 x 0. No Campeonato Brasileiro daquele ano, uma nova vitória botafoguense, desta vez por 2 x 1. Os dois duelos mais importantes daquele ano, no entanto, foram válidos pela quartas de final da Copa do Brasil. No 1º jogo houve um empate por 1 x 1. No 2º jogo, goleada rubro-negra por 4 x 0, com três gols de Hernane "Brocador" e um de Leonardo Moura.

Jogo Histórico
23.10.2013 - Flamengo 4 x 0 Botafogo

Em 2014, o time rubro-negro venceu por 2 x 0 no Carioca e por 1 x 0 no turno do Brasileiro, já no returno a vitória foi alvi-negra por 2 x 1. Em 2015, novamente aconteceu um único jogo entre os rivais, pelo Carioca (Bota 1 x 0), já que os alvi-negros voltaram a disputar a Série B do Brasileiro.

Em 2016, três empates: 2 x 2 no Carioca, e 3 x 3 e 0 x 0 no Brasileiro. Em 2017 houve 6 duelos Flamengo x Botafogo. No Carioca, duas vitórias rubro-negras por 2 x 1. No Brasileiro, um empate sem gols e uma vitória alvi-negra por 2 x 0 no Engenhão. E pela semi-final da Copa do Brasil, o Flamengo mais uma vez eliminou o rival, após um empate sem gols e uma vitória por 1 x 0, gol de Diego.

Em 2018, no Campeonato Carioca o Flamengo venceu por 3 x 1 e por 1 x 0, mas no duelo mais importante, válido pela semi-final, foi o Botafogo quem venceu, por 1 x 0, eliminando o rival.

Nos Anos 2010, em 34 jogos, houve 11 vitórias do Flamengo, 15 empates, e 8 vitórias do Botafogo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário