sábado, 14 de fevereiro de 2015

Monitor de Preços dos Jogos do Flamengo

Pricing - Consórcio Maracanã - Flamengo

Desde a reinauguração do Maracanã, o quesito preço para ir ao estádio entrou em voga nas discussões. Elitização do futebol, intervenção pública, questionamentos legais, uma série de assuntos extra-campo tomaram o noticiário.

Sem querer entrar na polêmica sociológica, muito menos em questões populistas, aqui no blog sempre a intenção é fazer a análise para encontrar o preço ótimo para o Flamengo, aquele que permitirá o máximo de receita na arrecadação do clube.

Segue a seguir o histórico já publicado aqui sobre esta abordagem. Nosso Monitor de Preços.

Num primeiro momento, preços realmente altíssimo. Num levantamento feito em Abril de 2014 via-se os seguintes tickets médios. Jogos contra pequenos em R$ 49,0; jogos da Libertadores em R$ 54,3 e jogos contra grandes em R$ 65,5. Resultado: público baixo e receita inicialmente alta, mas rapidamente descendente.

Sobre o jogos do Campeonato Carioca 2014, a proposta neste post foi fazer um exercício simples - dentro do que o tempo escasso que a carreira e a família permitem, e num cenário sem as informações totalmente abertas, usando só os totais publicados - mas que ainda assim foi capaz de dar um resultado bem interessante. Os detalhes estão no link acima. O resultado de preços propostos para maximizar a renda no Maracanã: jogos contra pequenos com ticket médio de R$ 27 e jogos contra grandes com ticket médio de R$ 42.

Repetindo o exercício sobre os jogos no Campeonato Brasileiro 2013, usando a mesma metodologia usada no exercicio acima a respeito de jogos pelo Carioca, e com premissas de exclusão de outliers, chegou-se a um ticket médio para maximização do lucro equivalente a R$ 27,50.

Os primeiros jogos do Flamengo após a reinauguração do Estádio Mané Garrincha em Brasília, depois da reforma para a Copa 2014 foram sucessos absolutos de público e renda. Porém, passada a novidade, o público claramente já não estava mais disposto a pagar tanto, resultado a renda também caiu. No link acima há os detalhamentos. Fazendo o exercício de modelagem de preço para Brasília, com as mesmas premissas e simplificações dos exercícios anteriores, a proposta de preço ótimo para maximizar renda (e como em Brasília não tem gratuidade, neste caso preço = ticket médio) seria de R$ 43,5.

Durante o Brasileiro 2014 fiz o levantamento detalhado no link acima, era uma prévia do exercício feito posteriormente, ao fim do Brasileiro, que provou que os preços no Brasileiro 2014 foram mais acertivos do que no Brasileiro 2013. Os jogos contra Botafogo e Sport indicavam que a curva estava mudando, nestes jogos o ticket médio foi inferior a 89,6% dos jogos realizados antes e a renda foi maior do que 48,6% dos jogos realizados antes. Flamengo e Consórcio Maracanã começavam a acertar o rumo.

Comparando as médias dos jogos do Flamengo no Maracanã pelo Brasileiro 2013 e pelo Brasileiro 2014 se pode constatar claramente que a redução no preço trouxe mais renda. O ticket médio foi reduzido em 20%, público pagante aumentou 43% e o presente 30%, e o mais importante, a renda aumentou 7%. O link acima mostra em detalhes. De novo, o exercício foi simplificado, sem variáveis mais detalhadas como jogo meio de semana ou fim de semana, com ou sem chuva, posição na tabela no momento do confronto, e sequência de resultados imediatamente anteriores. Ainda assim, há uma clara tendência.

Na estréia contra o Barra Mansa no Maracanã o ticket médio foi de R$ 25,76. Como o jogo foi numa quarta-feira, fez-se a comparação com os dois jogos feitos contra um pequeno num meio de semana no Carioca 2014. Detalhes no link acima, o resultado observado: ticket médio foi 45% menor, com um público pagante 323% maior que dos dois jogos em 2014 e um público presente 240% maior, e o que é mais importante, com uma renda 131% maior. O resultado se alinha ao sugerido no exercício de modelagem de preço para jogos de baixa atratividade no Carioca, no qual propus ticket médio de R$ 27,0.

Quanto deve custar o jogo do Flamengo? Lições paulistas...
Analisando os jogos de Corinthians e São Paulo no Brasileiro 2014, no Paulistão 2015 e na Libertadores 2015, saltam duas conclusões: mais barato nem sempre leva mais público, e preços diferenciados por grupos de jogos trazem melhores resultados. Destaque especial para os jogos em Itaquera: uma interessantíssima "escadinha" na qual não só o preço vai subindo, como o público pagante também, e a renda principalmente! Conclusões que derrubam qualquer tese de que a demanda por jogos de futebol é inelástica. Definitivamente não é.

Engenhão-Maracanã: mais lições de preço para o Flamengo
Há uma série de fatores que interferem no pricing (precificação) de um jogo de futebol. No caso do Engenhão, três deles se destacam mais: segurança, logística para chegar ao local e facilidade de estacionamento. Para conseguir maximizar a receita dos jogos no Engenhão, o preço dos jogos lá, sem sombra de dúvida, tem que ser mais barato do que no Maracanã. Colocar o mesmo preço num jogo no Maracanã e num jogo no Engenhão é um grande erro de estratégia de preço.

As lições de preço do Carioca 2015
Assim como a comparação de preços entre o Brasileiro 2014 e o Brasileiro de 2013 provou, a análise de preços no Estadual endossou: houve claramente dois padrões de preço distintos e bem definidos, e a estratégia pós Copa do Mundo de 2014 foi muito mais acertada do que a pré Copa 2014, pois a renda total foi maior. Analisando os clássicos: o Ticket Médio caiu 25% de 2014 para 2015, o público pagante aumentou 103% e a arrecadação aumentou (a Renda cresceu 53%). Dos jogos contra pequenos: o Ticket Médio caiu 38% de 2014 para 2015, o público pagante aumentou 188% e a arrecadação aumentou (a Renda cresceu 78%).

Política de Preços do Maracanã precisa de aperfeiçoamentos
Avaliando os resultados de preço, público e renda do Flamengo no Maracanã durante o 1º turno do Brasileiro 2015: apesar do ticket médio ter subido, a renda média comparativa ao campeonato 2014 cresceu, mesmo com a queda da média de público. Sinais de que a política vem sendo acertada. A estratégia vem melhorando, mas ainda precisa de aperfeiçoamentos. É preciso uma tabela diferenciada de preços entre fim de semana e meio de semana, e adaptada ao nível de atratividade de cada jogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário