segunda-feira, 30 de abril de 2018

A História: Flamengo vs Bahia



A primeira vez que Flamengo e Bahia se enfrentaram foi no Estádio "Campo" da Graça, em Salvador, em 15 de novembro de 1932, num amistoso que terminou em vitória rubro-negra por 3 x 2. Uma curiosidade do confronto é que nenhum dos 42 primeiros jogos disputados entre estes dois rivais foi jogado na cidade do Rio de Janeiro. Os seis primeiros duelos foram no Campo da Graça, depois os demais foram quase todos no Estádio da Fonte Nova, com exceção para um amistoso em Itabuna, na Bahia, em 1956, dois jogos em Aracaju, capital do Sergipe, um amistoso em 1959 e um válido pelo Campeonato Brasileiro de 1970, e de um amistoso em Cabo Frio, na Região dos Lagos, no Estado do Rio de Janeiro, jogado em 1970. O primeiro encontro na cidade do Rio de Janeiro, que também foi a primeira vez que as duas agremiações pisaram juntas o gramado do Maracanã, foi no Campeonato Brasileiro de 1979.

Os primeiros seis encontros, no Estádio da Graça, terminaram em cinco vitórias do Flamengo e um empate. Em 1932 foi Fla 3 x 2, em em 1938 deu Fla 5 x 2, em 1946 uma goleada por 7 x 2, em 1947 foi 2 x 1 e em 1950 foi 3 x 0. No mesmo ano de 1950, um empate por 3 x 3.


Os dois amistosos seguintes terminaram 2 x 1 para o time rubro-negro, um em 1953 e outro em 1955. A primeira vitória baiana foi no primeiro encontro fora de Salvador, capital do estado, mas não fora da Bahia; em Itabuna, em 5 de agosto de 1956, o Bahia venceu por 2 x 1. Em 1957, o Flamengo goleou por 4 x 0, em 1958 foram dois amistoso, um empate sem gols e uma vitória tricolor por 3 x 1. Em 1959, uma vitória para cada lado, com o tricolor baiano fazendo 2 x 0, e o rubro-negro vencendo por 4 x 3. Ano de 1959 no qual o Bahia se sagrou Campeão da 1ª Taça Brasil.

Acumulavam-se até o fim de 1959 um total de 14 jogos, com 9 vitórias do Flamengo, 2 empates e 3 vitórias do Bahia.


Os anos 1960 foram marcados por uma supremacia do Bahia sobre o Flamengo. Em 1960 o Flamengo venceu por 3 x 1. Na sequência, o clube rubro-negro ficou 9 jogos sem obter vitória sobre o Bahia. Foram cinco vitórias seguidas no Estádio da Fonte Nova, a última destas tendo sido o primeiro jogo oficial entre os dois clubes, pelo Campeonato Brasileiro de 1967. O tricolor baiano venceu amistosos por 2 x 1 em 1961, por 3 x 0 em 1965, por 1 x 0 em 1967 e novamente por 1 x 0 em 1968. Logo depois, pelo Campeonato Brasileiro de 68, então Torneio Roberto Gomes Pedrosa, o Bahia ganhou por 2 x 1. Em 1969, um empate sem gols pelo Brasileiro. Nos Anos 1960, foram 7 jogos, com 5 vitórias do Bahia, 1 empate, e 1 vitória apenas do Flamengo.


Os Anos de 1970 foram marcados por um total equilíbrio entre os dois rivais. Em 22 duelos, houve 12 empates e 5 vitórias para cada lado. Em 1970, houve um empate por 1 x 1 num amistoso em Cabo Frio. Pelo Brasileiro de 1970, em Aracaju, os baianos venceram por 1 x 0. Mesmo placar de um amistoso disputado em 1971 na Fonte Nova. No mesmo ano houve mais três encontros. O Fla venceu por 3 x 1 o segundo amistoso naquele ano, pelo Campeonato Brasileiro, empataram em 1 x 1, e depois um novo amistoso terminou num empate sem gols. Em 1972, o Flamengo venceu duas vezes na Fonte Nova por 1 x 0, um jogo válido pelo Torneio do Povo e outro pelo Brasileirão. Em 1973, duas partidas pelo Torneio do Povo, e dois empates por 1 x 1.

Em 1974, três confrontos disputados no Estádio da Fonte Nova, com uma vitória por 2 x 0 para cada lado e um empate por 1 x 1. Em 1975, vitória baiano num amistoso (2 x 1) e empate sem gols pelo Brasileiro. Em 1976, dois empates, tendo ido 1 x 1 num amistoso e 2 x 2 no Brasileiro. Em 1977 houve dois empates sem gols, um amistoso e o jogo válido pelo Brasileiro. Em 1978, o Bahia venceu um amistoso por 2 x 1. Em 1979, um amistoso terminou num empate por 1 x 1. Só então, em 28 de novembro de 1979, os dois rivais se enfrentaram pela primeira vez na história na cidade do Rio de Janeiro, no Maracanã, e o time rubro-negro goleou por 4 x 0, três dos gols marcados por Cláudio Adão.


Em 1981, os dois clubes se encontraram pelas oitavas de final do Campeonato Brasileiro. No primeiro jogo, na Fonte Nova, houve um empate sem gols. No jogo de volta, no Maracanã, o Flamengo venceu por 2 x 0, com dois gols de Nunes, e avançou às quartas de final.

Em 1984, um empate sem gols num amistoso na cidade de Juazeiro. Em 1985, os rivais se encontraram num quadrangular cujo vencedor se classificaria às semi-finais do Campeonato Brasileiro (a vaga não ficou nem com um nem com outro, acabando com o Brasil de Pelotas, do Rio Grande do Sul). Na Fonte Nova, um empate sem gols, e no Maracanã uma vitória rubro-negra por 3 x 0.

Em 1986 e 1987, dois amistosos no Estádio da Fonte Nova, com uma vitória baiana por 1 x 0 e um empate sem gols. Pelo Campeonato Brasileiro de 1987, o Flamengo venceu, também jogando em Salvador, por 2 x 0, gols de Bebeto e Zinho. Em 1988, um amistoso na cidade de Conceição de Almeida, na Bahia, terminou num empate sem gols. Pelo Brasileirão de 88, quando o Bahia se sagrou campeão nacional, o jogo na Fonte Nova terminou 1 x 0 para os baianos.

Nos Anos 1980, mais uma vez muito equilíbrio: em 10 jogos, foram 3 vitórias rubro-negras, 5 empates, e 2 vitórias tricolores.


Em 1990, Flamengo e Bahia se encontraram em duelo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil. No primeiro jogo, um empate por 1 x 1 em Salvador. O jogo de volta foi no Estádio Municipal de Juiz de Fora, em Minas Gerais, e terminou em vitória rubro-negra por 1 x 0, gol de Ailton, selando a classificação do Fla à semi-final. No mesmo ano, pelo Brasileiro, o jogo na Fonte Nova terminou 1 x 0 para o clube baiano. No Brasileiro de 1991, na Fonte Nova, mais uma vitória tricolor, desta vez por 2 x 1.

Entre 1992 e 1993, sempre pelo Campeonato Brasileiro, três encontros seguidos terminaram empatados em 1 x 1. Pelo Brasileiro de 92, num duelo em Salvador, e pelo Brasileiro de 93 um na capital baiana e outro no Rio de Janeiro. Em 30 de outubro de 1994, pela primeira vez na história o Bahia conseguiu vencer ao Flamengo dentro do Maracanã, placar de 1 x 0 no Campeonato Brasileiro daquele ano, com gol marcado por Zé Roberto. No Brasileiro de 1995, empate por 2 x 2 na Fonte Nova. No Brasileiro de 1996, uma nova vitória baiana por 1 x 0 jogando no Rio de Janeiro, mas desta vez em partida disputada no Estádio de São Januário (campo do Vasco da Gama). Nos dois últimos duelos neste decênio, o Bahia venceu por 1 x 0 na Fonte Nova pelo Brasileiro de 1997, e uma amistoso em 1998, no mesmo estádio, terminou com um 2 x 0 a favor do Flamengo.

Nos Anos 1990, foram 12 jogos, com 5 vitórias do Bahia, 2 empates, e só 2 vitórias rubro-negras. No total acumulado no confronto até 1999, muito equilíbrio: foram 65 jogos, com 21 vitórias do Flamengo, 24 empates, e 20 vitórias do Bahia. Uma curiosidade no histórico deste confronto, destes duelos acumulados até 1999, 46 deles foram jogados na Fonte Nova e outros 6 no Campo da Graça, somando 52 destes 65 jogos disputados em Salvador, enquanto apenas 5 deles foram no Maracanã, somando-se a mais um que foi em São Januário, e apenas 6 destes 65 jogos foram na cidade do Rio de Janeiro, tendo ainda outras 7 partidas sido jogadas em outras cidades do Brasil.


Nos Anos 2000, foi a vez do Flamengo impor uma hegemonia neste duelo no período. Foram 8 jogos, tendo havido 6 vitórias rubro-negras, em empate e uma vitória tricolor.

No ano 2000 houve três jogos. Primeiro os dois clubes se enfrentaram pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O Flamengo venceu o jogo de ida dentro da Fonte Nova por 3 x 1, gols rubro-negros marcados por Fábio Baiano, Tuta e Lúcio, e depois só administrou a vantagem no jogo de volta no Maracanã, que terminou num empate por 1 x 1, garantindo o avance rubro-negro às quartas de final. Terceiro confronto mata-mata da história do duelo, e terceira vez que a vantagem no confronto eliminatório era do Fla. O jogo histórico naquele ano, no entanto, foi o válido pelo Campeonato Brasileiro, um jogo no Estádio da Fonte Nova que terminou numa goleada baiana. O zagueiro Jean abriu o marcador para o time baiano, e ainda no 1º tempo o atacante Jajá marcou duas vezes. No 2º tempo, Denílson descontou, mas antes do apito final Jajá balançou as redes pela terceira vez, e com três gols naquele encontrou, acabou com o estrelado time do Flamengo: Bahia 4 a 1!

Jogo Histórico
17.09.2000 - Bahia 4 x 1 Flamengo

Só houve mais cinco duelos naquela década a partir daquele, tendo todos sido vencidos pelo time rubro-negro. Em 2001, pela Copa dos Campeões Regionais, o Flamengo venceu por 4 x 2 em João Pessoa, na Paraíba, e por 2 x 0 em Maceió, em Alagoas. No Brasileiro, vitória rubro-negra por 2 x 0 dentro da Fonte Nova. O Bahia jogou a Série B em 2002, e voltou à Série A em 2003. Na primeira edição do Campeonato Brasileiro em formato de pontos corridos. No turno, vitória rubro-negra por 2 x 1 dentro da Fonte Nova. No returno, goleada histórica rubro-negra, no Maracanã. O centroavante Edílson fez três gols, o lateral-direito Rafael fez dois, e o zagueiro Fernando fez um: Flamengo 6 a 0!

Jogo Histórico
08.08.2003 - Flamengo 6 x 0 Bahia

O Bahia ao fim de 2003 foi rebaixado, e passou um longo período disputando a Série B. Voltou à 1ª Divisão do futebol brasileiro só em 2011.


No Campeonato Brasileiro de 2011, no turno ojogo no Estádio do Pituaçu, em Salvador terminou empatado em 3 x 3; no returno, no Engenhão, no Rio de Janeiro, o Bahia venceu por 3 x 1. No Brasileiro de 2012, vitória do Flamengo por 2 x 1 no Pituaçu, e empate sem gols no Engenhão. No Brasileiro de 2013, o primeiro duelo na remodelada Arena Fonte Nova terminou com um imponente 3 x 0 a favor do Bahia, no returno, no Maracanã, o Fla venceu por 2 x 1. No Brasileirão 2014, empate por 1 x 1 em Macaé, e depois vitória tricolor por 2 x 1 na Fonte Nova. O Bahia então voltou à Série B, onde esteve por duas temporadas.

Em 2017 o Bahia voltou à Série A, e os dois encontros diante do Flamengo terminaram em duas vitórias rubro-negras. A primeira destas duas foi a também primeira do Flamengo sobre o Bahia na Nova Arena baiana: 1 x 0, gol do colombiano Orlando Berrío. No returno, no Estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, o time rubro-negro goleou por 4 x 1, com dois gols do zagueiro Réver e dois do meia Diego.




Nenhum comentário:

Postar um comentário